Análise: Rodrigo Caio e sua possível saída do Tricolor Paulista

O zagueiro do São Paulo de 24 anos Rodrigo Caio, quando perguntado em entrevista no Bola da Vez dos canais ESPN, apresentada na última terça-feira (8), afirmou que o momento de sair do clube que o revelou para o mundo está se aproximando. Dessa forma, o Doislances traz pra você um apanhado da situação do jogador e as consequências de uma possível saída, tanto para ele, quanto para o clube.

Histórico de “quase” idas para a Europa

A cria da base de Cotia já ficou algumas vezes muito próximo de confirmar a sua ida para o velho continente. Em 2015, a ocasião mais emblemática: o zagueiro era cobiçado por Atlético de Madrid e Valência – ambos da Espanha – com o último deixando de ser por detalhes o destino final. A negociação que giraria em torno de R$ 44 milhões não foi concretizada por conta de problemas contratuais e médicos, sendo o primeiro referente a mudanças que o clube desejava implementar no contrato e o segundo devido ao histórico de lesões do jogador – duas cirurgias no joelho.

De lá pra cá, o jogador continuou sendo presença absoluta na zaga tricolor, mesmo que nem sempre com o respaldo de toda a torcida. Em 2016, fez parte do elenco que conquistou o primeiro ouro da seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio, e desde então tem tido o seu nome em praticamente todas as convocações da seleção de Tite.

A regularidade na equipe titular, as várias convocações para vestir a “amarelinha” e a idade continuaram fazendo com o que o jogador tivesse seu nome especulado em clubes da Europa, principalmente no início de 2018, quando o próprio atleta chegou a recusar propostas de Zenit e Real Sociedad, visando a permanência nas listas do “Seu Adenor” e uma provável ida para a Copa do Mundo na Rússia.

O caso do fair play

O jogador jamais foi unanimidade com a torcida tricolor. Uma parte, o acha fraco, superestimado e defende que ele não deve ser titular da equipe. A outra, em geral, gosta do jogador e admira a sua posição de sempre ser o rosto do time para responder as críticas nos vários momentos difíceis que o clube atravessou.

De modo tal que, após um lance com o ex-jogador do rival Corinthians, o , em que Rodrigo Caio avisou ao árbitro que o atacante adversário não havia feito a falta no goleiro são-paulino, e sim o próprio, a boa parte da torcida que não gostava do jogador, dobrou as críticas em cima dele – na ocasião, o cartão amarelo aplicado ao atacante corintiano foi retirado e ele pôde jogar duelo de volta entre as equipes. Uma atitude honrosa, porém vinculada a um benefício a um rival. Há de convir que é um prato cheio para os que perseguem o atleta.

Foto: Site Oficial/saopaulofc.net

Convocação para a Rússia

Como já é de conhecimento, o zagueiro permaneceu – mesmo em fase irregular – sendo convocado pelo técnico Tite, inclusive na última convocação para amistosos antes da oficial. No entanto, além de boa parte dos brasileiros não concordarem com sua ida a próxima Copa, ele ainda conta com um rival em ótima fase na posição, o zagueiro do Grêmio, Pedro Geromel.

Mesmo claramente possuindo a confiança do treinador, apenas uma vaga – aparentemente – está aberta para os dois, e o destino não parece se encaminhar com um final feliz para o atleta do Morumbi, o qual não joga desde o último dia 22 de abril, quando em duelo diante do Ceará, em Fortaleza, teve uma entorse no pé esquerdo e desfalcou a equipe diante de Fluminense e Atlético-MG.

A provável saída e suas consequências

A iminente saída do jogador possui mais pontos positivos do que negativos, tanto para Rodrigo Caio quanto para o próprio São Paulo – se é que há algum ponto negativo nessa história. O jogador, mesmo com sua postura de sempre falar nas horas árduas, é fortemente criticado pela parte da torcida que não defende sua permanência entre os XI iniciais, visto que ele tem um certo histórico de falhas na defesa tricolor – ainda que seja ao longo dessas oito temporadas como profissional um dos mais regulares. Uma saída, então, faria bem para ele, que poderia encontrar mais “tranquilidade” para jogar em outro clube.

Além disso, há o fator financeiro. Ele com certeza renderá boas cifras aos tricolores, que mesmo já estando operando no azul á algum tempo, com certeza ficariam satisfeitos com o montante de dinheiro entrando nos cofres. Dessa forma, pode-se concluir que Rodrigo Caio não só deve sair do tricolor paulista, como esse acontecimento é muito interessante para ambas as partes, visto que, hoje em dia ele sequer é unanimidade na defesa do treinador Diego Aguirre. Sendo assim, além dos fatores positivos já mencionados, o atual elenco muito provavelmente pouco sentiria a falta do jogador neste setor que conta com nomes como: Arboleda, Anderson Martins, Bruno Alves e até outra cria da base, o Éder Militão.

Foto: Site Oficial/saopaulofc.net
Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.