O time de um homem só; confira a trajetória do CAVS rumo a mais uma final de NBA

O Cleveland Cavaliers já virou peça conhecida nas últimas finais da NBA. A franquia do estado de Ohio garantiu a sua vaga na final pelo quarto ano consecutivo e, por coincidência, também pelo quarto ano seguido enfrentará o Golden State Warriors. Nos últimos anos, o Cavs foi inquestionável na sua conferência.

No Leste existe um time dominante, no qual pode-se dizer que nas últimas temporadas, nenhuma equipe foi capaz de parar a máquina de Ohio. Mas na temporada 2017-2018, o Cleveland teve um pouco de dificuldades para manter este nível avassalador.

INICIO CONTURBADO E REFORMULAÇÃO DURANTE A TEMPORADA.

A temporada começou com a contratação do experiente armador e MVP Derrick Rose, que estava disponível no mercado como free agent (Agente livre. Jogador sem time), após temporada no New York Knicks. Entretanto, o grande trunfo do CAVS para a temporada não seria D-Rose. Em negociação bombástica com o Boston Celtics, que abalou as estruturas da liga, o Cleveland negociou o armador e estrela da equipe Kyrie Irving (que ao final da última temporada, já tinha pedido para ser trocado), em troca do também armador Isaiah Thomas, que tinha feito uma temporada surpreendente pelo Celtics, além de mais 2 jogadores: Jae Crowder e Ante Zizic e uma pick do  Round do Draft 2018 (Uma escolha da primeira rodada do Draft 2018). Porém, Isaiah chegou com uma lesão no quadril e demoraria a fazer a sua estreia.

De certa forma, o Cleveland contratou muito para a temporada a fim de manter a sua dinastia no Leste. Contratou jogadores veteranos sem grande expressão, porém de muita qualidade, como Kyle Korver e Jose Calderon e ainda trouxe um dos melhores amigos de LeBron James, o ala-armador Dwyane Wade para repetir a dobradinha que deu muito certo no Miami Heat. Tanto na Off-Season, quanto durante a temporada, o CAVS foi um dos times que mais foi ao mercado atrás de jogadores. Entretanto, mesmo com tantas contratações, a coisa não andava bem em Cleveland.

Chegou em um momento (mais precisamente perto da virada do ano de 2017 para 2018) em que o Cavs não se encontrava em quadra. Com a principal contratação da equipe ainda se recuperando de lesão, Derrick Rose iniciou a temporada e estava se firmando na equipe. Mas logo, sofreu uma pequena lesão que o deixaria afastado por um tempo. Isaiah Thomas demorou muito para fazer a sua estreia, e quando fez, não conseguiu ter um bom desempenho ao lado de LeBron. Após uma péssima virada de ano, no último dia para realização de trocas, o CAVS reformulou praticamente toda a sua equipe e trocando todas as principais contratações.

A primeira troca foi envolvendo o Los Angeles Lakers. O CAVS ofereceu Isaiah Thomas, o pivô Channing Frye e a sua escolha da primeira rodada do próximo Draft. Com isso, a franquia californiana mandou os jovens Jordan Clarkson e Larry Nance Jr. A outra transação foi envolvendo três franquias: O Cleveland, o Utah Jazz e o Sacramento Kings. Na transação, o CAVS trouxe o ala-armador Rodney Hood (Utah Jazz) e o armador e experiente George Hill (Sacramento Kings) e mandou Jae Crowder, Derrick Rose para o Jazz (que em outra negociação, iria para o Minessota Timberwolves) e Iman Shumpert para o Kings. E por último, Dwyane Wade, braço direito de LeBron James, voltou para a franquia que lhe consagrou, o Miami Heat.

getty-images-905393834.jpg

Foto: Cleveland Cavaliers/Divulgação

Após a mudança drástica de seu elenco e a desconfiança do torcedor em relação a situação de Cleveland na tabela da conferência, aos poucos a franquia foi ganhando confiança, porém, demonstrava fragilidade com relação ao seu comando técnico. O trabalho do Coach da equipe Tyronn Lue, começou a ser questionado diante das inúmeras vezes em que ele era visto em momentos decisivos da partida em uma posição descompromissada, deixando muitas vezes o astro LeBron James ditar como o time se portaria em determinadas situações. De todo modo, o Cleveland foi crescendo e conseguiu garantir sua vaga nos Playoffs com uma campanha de 50 vitórias e 32 derrotas, se classificando em 4º colocado na conferência.

Ao começar os Playoffs, o Cleveland foi bem diferente daquilo que apresentou na temporada. Começou a fazer grandes séries e obter grandes vitórias. O primeiro duelo foi com o badalado Indiana Pacers de Victor Oladipo e Lance Stepheson. O Indiana já é um velho conhecido do CAVS nos playoffs. A série ficou marcada pelo equilíbrio e também pela briga mental entre LeBron James e Lance Stepheson.

O jogador do Indiana tentou entrar na mente de The King de todas as maneiras. Mas no final das contas, deu Cleveland na primeira série de sua caminhada rumo as finais, vencendo o duelo que foi até o jogo 7, por 4-3. O segundo duelo do CAVS nos playoffs, foi com a franquia que fez a melhor campanha na conferência, o Toronto Raptors.

 Dona de 59 vitórias na temporada regular, a franquia Canadense chegou como favorita para as semifinais do Leste. No entanto, o Toronto foi irreconhecível na série e com atuações magníficas de LeBron James, o CAVS varreu os Raptors por 4-0. Classificados para as finais da conferência Leste, o Cleveland se encontra com o badalado Boston Celtics, que de forma surpreendente, conseguiu se reerguer após as perdas de Gordon Hayward e Kyrie Irving (Os dois por lesão). Os jogos das finais foram também de muito equilíbrio. O time jovem do Boston, comandado pelo calouro e promissor Jayson Tatum, deu trabalho para a franquia de Ohio. Mas LeBron James tomou a responsabilidade, fez uma série surpreendente e depois de 7 duros jogos, conseguiu garantir vaga nas finais da NBA.

getty-images-905385604.jpg

Foto: Cleveland Cavaliers/Divulgação

LEBRON JAMES. SENDO MAIS CLUTCH DO QUE NUNCA E PULVERIZANDO RECORDES

Sem nenhuma dúvida, a temporada 2017-2018 de LeBron James, foi uma das melhores em sua carreira, no que diz respeito a números e recordes batidos. Com 15 anos de carreira na Liga, King James literalmente, carregou o CAVS nas costas nesta temporada. O astro mudou seu estilo de jogo. Foi a sua temporada mais coletiva, onde priorizou um pouco mais as assistências e também a sua temporada que mais ele foi decisivo. Em momentos críticos de vários jogos, LeBron começou a querer mais a bola e assim, conseguiu se colocar em uma posição de Clutch Player (Jogador decisivo), algo que ele era duramente criticado ao longo da carreira, criando a fama de “pipoqueiro” por parte dos torcedores e rivais.

Se firmando nesta posição e decidindo mais jogos, LeBron James sem dúvida, fez uma temporada brilhante. Confira abaixo alguns números de The King James e os recordes quebrados nesta temporada.

ESTATÍSTICAS (Média na temporada 2017-2018):

Jogos Jogados: 82 jogos

Média de pontos por jogo: 27.5 pontos

Média de Assistências por jogo: 9.1 assistências

Média de Rebotes por jogo: 8,6 Rebotes

Média de minutos jogados por jogo: 40.5 minutos

CONQUISTAS/RECORDES

  • Líder de pontos na Temporada regular (2017-2018) com 2251 pontos marcados;
  • 3º jogador da história dos Playoffs com mais assistências. Total de 1,500 AST;
  • Líder da história dos Playoffs em arremessos convertidos. Total de 2,357 arremessos;
  • Líder em roubo de bolas da historia dos Playoffs. Total de 396 STL; 
  • 5º jogador da história com mais jogos em Playoffs. Total de 227 jogos;
  • 6º maior reboteiro da história dos Playoffs. Total de 2,063 REB; 
  • 2º jogador que mais fez 40 pontos ou mais em jogos de Playoffs;
  • 8 finais consecutivas de NBA. 

O jogo 1 da final da NBA 2018 está marcado para próxima sexta-feira (31), as 22h na Oracle Arena casa do Golden State

JOGO 1: 31/5, 22h – em Oakland
JOGO 2: 3/6, 21h – em Oakland
JOGO 3: 6/6, 22h – em Cleveland
JOGO 4: 8/6, 22h – em Cleveland
JOGO 5: 11/6, 22h – em Oakland*
JOGO 6: 14/6, 22h – em Cleveland*
JOGO 7: 17/6, 21h – em Oakland*

* Jogos só acontecem se necessário

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.