“Saímos daqui tristes pelo resultado, mas feliz pela atuação” disse Dedé que lamentou o empate contra o Vasco

Em seu último jogo como mandante no Mineirão antes da parada da Copa, o Cruzeiro recebeu o Vasco da Gama, na noite da última quarta-feira (6) e ficou apenas no empate por 1 a 1. A equipe Celeste perdeu duas posições, é está em quarto colocado. Já o Vasco, em crise, se manteve em 13º colocado.

O empate quebrou uma sequencia importante de cinco vitórias do Cruzeiro, somando todos os campeonatos, que rendeu classificação na Libertadores e salto na tabelo do Campeonato Brasileiro.

1º TEMPO

A partida começou com o Cruzeiro pressionando, em cima, com o apoio da torcida, que cantava alto nas arquibancadas. Com maior posse de bola e mais perigo, o Cruzeiro parecia mais perto do gol. Dedé de cabeça, Thiago Neves de canhota e com algumas investidas de Robinho e Edílson pela direita, a Raposa buscava o gol.

O Vasco até que esboçava algum poder de ataque, mas só chegou perto numa cobrança de falta de Pikachu no ângulo que obrigou Fábio a fazer grande defesa. Minutos depois, o Cruzeiro reclamou, e muito, de pênalti de Desábato em Edílson, mas nada marcou o árbitro.

Logo depois, aos 21 minutos, em roubada de bola no meio campo, o garoto Andrey avançou, a jogada parecia perdida, mas Egídio falhou e Andrey acertou um belo chute no ângulo do goleiro Fábio, sem chances de defesa. Vasco 1 a 0.

A Raposa mesmo atrás no placar tentava, mas nada adiantava. Mesmo com maior posse de bola, mais finalizações, o primeiro tempo terminou com o Cruz-Maltino na frente.

2º TEMPO

Na volta do segundo tempo, o Cruzeiro foi de vez em busca do gol de empate. Inúmeras jogadas terminavam em cruzamentos na área para Raniel, e por vezes, Dedé também estava lá nas cobranças de falta e escanteios, mas nada dava certo.

28758844578_6f94011820_z
Raniel comemorando o bonito gol de empate. (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.)

Após várias tentativas, o gol de empate veio, aos 15 minutos do segundo tempo. Em saída de bola dominada no meio, Dedé fez um passe em profundidade no meio da defesa do Vasco, que chegou à Rafael Sóbis que deu um leve toque para Raniel, que saiu cara a cara com o goleiro Fernando Miguel, e deu um bonito toque por cima, a bola foi lentamente para o fundo das redes.

Lucas Silva que já havia reclamado no último jogo, não rendia o esperado e foi substituído pelo jovem Marcelo, atacante que veio da base. O garoto ainda não conseguiu uma grande atuação. Mesmo assim, com alguns erros devidos claramente ao nervosismo, o jovem atacante foi bastante acionado no jogo, mas chegou a receber algumas vaias.

O Vasco pouco produziu no segundo tempo, a parte física se mostrou claramente, e o Vasco só se defendia dos ataques cruzeirenses. No fim do jogo, o zagueiro Dedé na ambição ajudar o Cruzeiro a virar a partida se lançou ao ataque, literalmente abandonou a defesa, e ficava perto à área para receber os lançamentos, e quase chegou ao gol, em um chute que rebateu em Raniel e foi para fora. Bruno Silva que entrou no lugar de Rafael Sóbis, também teve boa chance de cabeça, num cruzamento, mas mandou a bola por cima do gol.

No fim, Cruzeiro um, Vasco também um. Empate muito comemorado devido aos últimos jogos, e últimos dias conturbados no Vasco da Gama.

“Independentemente do que aconteceu nos últimos dias, pontuar aqui é sempre importante, diante de um adversário de muita qualidade. Ficamos satisfeitos com o ponto conquistado aqui. O Cruzeiro teve algumas oportunidades, nos comportamos bem na defesa”, afirmou Pikachu, um dos principais jogadores do elenco do Vasco nesse ano.

Já do outro lado, Dedé lamentou o empate.

“Tropeçamos. Mas jogando muito bem. Jogamos muito bem. Uma falha nossa, o gol saiu de um chute muito preciso. Nosso time ficou em cima, trabalhou. Sabemos que o fator casa tem que ser prioridade na nossa caminhada. Time lutou. Saímos daqui tristes pelo resultado, mas feliz pela atuação, pela entrega, pelo comprometimento. Quase que a bola entrou. Mas, bora para o próximo jogo”, disse o zagueiro cruzeirense.

Com o resultado, o Cruzeiro caiu para a quarta colocação, com 17 pontos. Enquanto o Vasco permanece em 13º lugar, agora com 12.

PRÓXIMOS JOGOS

Seguindo a tabela, o Cruzeiro ainda tem dois compromissos antes da parada para a Copa do Mundo. Neste sábado (9), às 19h, o time encara a Chapecoense na Arena Condá. Depois, ainda fora de casa, visita o Paraná, na Vila Capanema, na próxima quarta (13). No sábado, o Vasco recebe o Sport, em São Januário, também às 19h. O último jogo antes da parada, para o Vasco é contra o Internacional, em Porto Alegre, às 21h45, na quarta-feira.

Ficha técnica

CRUZEIRO 1 x 1 VASCO

Motivo: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 06/06/2018 (quarta-feira)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público Presente: 23.725
Público Pagante: 19.870
Renda: R$ 411.772,00
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Gols: Andrey aos 21 minutos do primeiro tempo, e Raniel aos 15 minutos do segundo tempo.
Cruzeiro: Fábio, Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Lucas Silva (Marcelo), Henrique, Robinho e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Bruno Silva) e Raniel
Técnico:  Mano Menezes
Vasco: Fernando Miguel, Luis Gustavo (Wellington), Paulão, Ricardo e Henrique; Desábato, Andrey,  Bruno Consedey (Evander), Yago Pikachu e Wagner (Giovanni Augusto); André Rios
Técnico: Valdir
Cartões amarelos: Wagner e Yago Pikachu (Vasco)

(Fonte: Cruzeiro Oficial)

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.