Fernando Diniz:”Com essa campanha, não posso esperar outra coisa que não seja a vaia do torcedor”

O Atlético-PR sofreu sua sexta derrota no Campeonato Brasileiro de 2018 na 11° rodada diante do São Paulo, neste sábado (09), na Arena da Baixada. A partida terminou 1×0 para os visitantes que marcaram em cobrança de grande penalidade convertida por Nenê.

A partida ainda colocou fim a um tabu de mais de 36 anos, á ultima vitoria da equipe paulista na capital paranaense tinha sido em janeiro de 1982; desde a reforma o São Paulo nunca havia ganhado na Arena da Baixada pelo Brasileiro.

O mau momento vivido pelo Furacão mantém a equipe na zona de rebaixamento com a derrota. O treinador da equipe Fernando Diniz, comentou em entrevista coletiva concedida após o jogo sobre o equilíbrio do jogo e do lance em que resultou na grande penalidade. Na ocasião, Bruno Guimarães acabou perdendo a bola dentro da área e Camacho cometeu a infração que resultou na grande penalidade. “Foi um jogo difícil, equilibrado, com poucas chances de gols para as duas equipes. O resultado mais justo talvez fosse o empate. Um erro nosso na saída de bola, e tinha a orientação para quebrar a bola ao invés de sair e teve o pênalti”, comentou o comandante rubro-negro.

O treinador não concordou quando questionado sobre o motivo de o Furacão não conquistar resultados. Diniz não acredita que seja por jogar mal. Apesar da sequencia de maus resultados, Diniz lembrou sobre o volume de jogo apresentado em outros jogos, mas considera que hoje a equipe não teve o rendimento esperado. “Quando joga bem, a bola precisa entrar. Em Recife, tivemos um volume interessante, mas a bola não entrou. Futebol é muito complexo. Uma receita simplória é difícil de achar. Hoje a equipe não jogou bem. Foi um jogo difícil. Mas, os resultados negativos se acumulam. Estamos rodando jogadores, e uma hora a fase vai mudar”, ressaltou Diniz.

Diniz foi pressionado pela torcida durante boa parte da partida, a todo o momento o torcedor atleticano pedia a saída do treinador e chegou a gritar o nome de Tiago Nunes , campeão estadual com a equipe. Com três derrotas seguidas, Fernando Diniz acredita na continuidade do trabalho: “Sou responsável maior pelas coisas que estão acontecendo. Não tem uma coisa que quarenta dias atrás era boa a agora é péssima. O sistema não é o problema, o sistema é a solução. Torcedor tem que vaiar, tô aí para ser vaiado. Com essa campanha, não posso esperar outra coisa que não seja a vaia do torcedor. O clima ruim vou enfrentar com trabalho. Não penso em demissão, penso o contrário, em lutar e fazer o time dar certo”, concluiu.

A 12° rodada da competição nacional é a ultima antes da parada para a Copa do Mundo de 2018 e será de extrema importância para a equipe paranaense. Um vitoria pode dar tranquilidade até o retorno da competição dia 18 de Julho e acabar com a sequência de maus resultados. O Atlético-PR viaja até o Rio de Janeiro onde enfrenta o Botafogo no estádio Nilton Santos, quarta-feira (13) às 21h. O São Paulo recebe o Vitoria no Morumbi, terça-feira (12), as 21:30h.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.