Análise: Santa Cruz e Salgueiro ficam no empate sem gols, em partida direta pelo G4

As equipes pouco mostraram na ofensividade e mantiveram o placar zerado, durante todo os 90 minutos.

lslssd
FOTO: Divulgação / Santa Cruz Futebol Clube.

Santa Cruz foi visitar nesta segunda-feira (11), pela 9ª rodada do Brasileiro da Série C, o time do Salgueiro/PE no Estádio do Cornélio de Barros. Buscando permanecer no G4, a equipe tricolor entrou disposta a conquistar a vitória e manter a invencibilidade fora de casa na Série C. Já o time sertanejo que vinha embalado com três vitórias consecutivas, queria manter a boa sequência e alcançar o objetivo de chegar a zona de classificação do Grupo A. Apesar da força de vontade, e da torcida ao seu favor, o time mandante acabou tendo a sequência de vitórias interrompida ao ficar no empate sem gols. Partida terminou em 0 a 0.

As duas equipes estavam em disputa direta pelo G4. Pelo lado coral, o técnico Roberto Fernandes escalou time totalmente ofensivo, se postando como numa decisão. Apesar do mistério nos treinos durante a semana, o time que entrou em campo não foi muito diferente do esperado. Santa cruz se mantém invicto fora de casa, com quatro empates e uma vitória.

Já o Carcará, vinha de uma boa sequência no campeonato, na qual venceu as três últimas partidas. O time queria encostar ainda mais no G4 e estava na 6ª colocação.

O jogo faltou inspiração dos dois lados, em Salgueiro, Os dois times criaram pouco durante as duas etapas e não calibraram o pé nas chances de gol. A partida passou longe de tirar o zero do placar. Com o empate, as equipes não se mexem na tabela de classificação.

Salgueiro só volta a campo no próximo sábado (16), às 18h, contra o Botafogo-PB, fora de casa. Já o Santa Cruz fará o clássico das emoções recebendo o Náutico, na segunda-feira (18), às 21h15, no Arruda.

NOVIDADES

A novidade no time foi a estreia do Atacante Leandro Costa, recém apresentado ao clube coral. E fez seu primeiro jogo com a camisa do tricolor.

DESFALQUES

Santa Cruz não pôde contar com Vítor e Allan Vieira, laterais que foram titulares no jogo contra a Juazeirense. Na direita, o lateral Vítor foi substituído por Mailton. Já na esquerda, Allan Vieira que ficou fora da partida, deu lugar para Henrique Ávila, recuperado de dores musculares.

ESCALAÇÕES

MANDANTE

Santa Cruz Escalado: Tiago Machowski; Mailton, Sandoval, Augusto Silva, Eduardo Brito, Henrique Ávila; Carlinhos Paraíba, Arthur Rezende, Robinho, Fabinho Alves e Leandro Costa.

Reservas do Santa Cruz: Ricardo Ernesto, Genilson, Danny Morais, Johnny, Willian Maranhão, Jeremias, Augusto e Pitbull.

Substituições no Santa Cruz: 18’ – 2ºT – Ávila sai, Pitbull entra; 29’ – 2ºT – Fabinho Alves sai, Augusto entra.

VISITANTE

Salgueiro/PE Escalado: Mondragon; Iury, Maurício, Marlon e Mateus Mendes; Emerson, Michel, Pêu e Marcos Vinícius; Eriky Júnior e Willian Lira.

Reservas dos Salgueiro/PE: Luciano, Tamandaré, Izaldo, Luís Eduardo, Vitão, Escuro, Bruno Mendes, Dadá, Willian, Alexon, João Paulo e César.

Substituições no Salgueiro/PE: 12’ – 1ºT – Mateus sai, Izaldo entra; 23’ – 2ªT – Pêu sai, Bruno Menezes entra; 27’ – 2ºT – Eriky sai, Willian Anicete entra.

ARBITRAGEM DO JOGO

Árbitro: Adriano Milczski – CBF – PR

Assistente 1: Daniel Cotrim de Carvalho – CBF –  PR

Assistente 2:  Jefferson Cleiton Piva- CBF – PR

O PRIMEIRO TEMPO EQUILIBRADO

Durante todo o primeiro tempo, a falta de qualidade foi o ponto forte do Carcará e do Tricolor no Cornélio de Barros. Nenhum dos times mostrou ofensividade no ataque e exigiram pouco dos goleiros Tiago Machowski e Mondragon. Os pequenos sustos aconteceram somente em chutes de fora de área, mas nada que viesse para deixar os torcedores nervosos e muito menos com o grito de gol sair. Um dos melhores lances da partida foi nos acréscimos, quando em bom passe, Fabinho Alves deixou Robinho na cara do gol, mas o atual artilheiro do coral acabou desperdiçando a chance. E o placar dos primeiros 45 minutos se encerrou sem mudança.

SEGUNDO TEMPO 

Na segunda etapa, nada de diferente. As equipes pouco mostraram. O Santa Cruz priorizou a posse de bola e a boa troca de passes, mas pouco fez ofensivamente. Seguindo com a mesma pegada o tricolor começou muito ligado e até iniciou uma pressão, mas só teve chance em um bom chute de Arthur Rezende, que parou na boa defesa do goleiro Mondragon. O Salgueiro continuou sem assustar mesmo sendo mandante, dando pouco trabalho para o goleiro Tiago. Mas os bons momentos dos 45 minutos finais, se restringiram apenas aos 10 minutos iniciais, e a equipe tricolor ainda teve um jogador a mais em campo, e não soube ser superior na busca pela abertura do placar. A partida de pouca qualidade técnica foi finalizada sem tirar o zero do placar.

  DESTAQUE DA PARTIDA

Os destaques da partida foram o meia Arthur Rezende, que fez uma de suas melhores partidas, jogando ofensivamente e dando trabalho nos chutes de fora da área e na bola parada. Ainda na equipe tricolor, o zagueiro Eduardo Brito, que jogou improvisado como lateral, fez uma excelente partida, ajudando defensivamente e dado marcação sólida nos ataques do Salgueiro.

Pelo lado Salgueirense, o destaque foi o goleiro Mondragon, que quando exigido, fez boas defesas e contribuiu para o placar não ser alterado do 0 a 0.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.