Analise: qual saldo do VAR na primeira rodada da Copa do Mundo?

Pela primeira vez na historia do futebol o recurso de vídeo é utilizado para aumentar o nível de acerto da equipe de arbitragem, com a função de evitar erros. O VAR (sigla em inglês de video assistant referee ou árbitro assistente de vídeo) tem cumprido esse objetivo?

Analisando toda a primeira rodada que terminou nesta terça-feira (19) e as breves colocações da entidade máxima do futebol, o saldo é positivo. A FIFA considerou até aqui, acertadas as decisões tomadas pelas equipes de arbitragem nos primeiros confrontos da Copa do Mundo de 2018.

A primeira partida que sofreu interferência do recurso do VAR na Copa do Mundo foi o confronto entre França e Austrália valido pela primeira rodada do grupo C. A partida realizada na Arena Kazan terminou 2×1 para os franceses e teve uma marcação de grande penalidade aos nove minutos do segundo tempo usando o VAR, a marcação mudou o placar do jogo. Foi a primeira vez que a tecnologia foi utilizada na Copa do Mundo.

No lance em questão, Griezmann é tocado pelo lateral-direito australiano Risdon e cai dentro da área. O arbitro principal mandou o lance seguir e não marcou a nada, mas a equipe de vídeo chamou a atenção do arbitro uruguaio Andrés Cunha que voltou atrás, seguiu até a tela para avaliar o lance, e marcou a grande penalidade e também seu nome na historia. O primeiro arbitro de futebol a tomar uma decisão usando recurso de vídeo em copa do mundo.

Outro jogo do grupo C entre Peru e Dinamarca também teve um lance parecido; Cueva sofre pênalti e o juiz manda seguir, logo após a equipe de vídeo corrige a marcação do arbitro e o chama para analisar a penalidade que acaba sendo marcada. Mais uma decisão correta do VAR que foi desperdiçada pelo próprio Cueva. Mas não existe exatidão no futebol, o vídeo arbitro não vai ser capaz de zerar os erros no futebol, a decisão não é robótica, ela continua nas mãos de pessoas que são passiveis de erros. Dito isso, a partida que mais gerou polemica sobre a tecnologia foi o confronto d seleção brasileira contra a Suíça.

Dois lances em especial geraram muita reclamação por parte dos atletas e até dos dirigentes brasileiros; caso fossem marcados, mudariam os rumos da partidas e talvez por isso, as decisões da arbitragem na estreia da seleção brasileira repercutiu mais do que o esperado. As reclamações são referentes ao gol dos suíços e um lance de pênalti em Gabriel Jesus. No gol, Zuber coloca a mão nas costas de Miranda, para muitos o suficiente para deslocar o zagueiro e cabecear livre de marcação empatando a partida. Em outro lance, Manuel Akanji agarra Gabriel Jesus que cai na área, o lance seguiu e revoltou os brasileiros. Devido às intensas reclamações depois do confronto, a FIFA se pronunciou e concordou com as decisões da equipe arbitragem dizendo não ter “motivos para reclamações”.

A resposta não agradou a CBF que solicitou através de uma carta as gravações do áudio e vídeo da conversa entre o juiz mexicano Cesár Ramos e a equipe de arbitro de vídeo. Após a solicitação, o Presidente da FIFA Gianni Infantino afirmou que os árbitros irão responder a carta da CBF.

Foi apenas a primeira rodada da Copa do Mundo de 2018, no geral o uso do VAR foi positivo, toda tecnologia que for capaz de diminuir a margem de erro deve ser bem-vinda em qualquer esporte, mas devemos saber que apesar de um recurso de vídeo ser capaz de resolver “injustiças”, quem toma a decisão final não é uma maquina, por isso os erros ainda existirão dentro do futebol e é com eles que iremos aprender

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.