Peru e França jogam por objetivos diferentes no grupo C; o Peru quer pontuar, a França espera jogar bem

As equipes da França e Peru se enfrentam nesta quinta-feira (21) pela segunda rodada do grupo C. A partida que será realizada em Ecaterimburgo é decisiva para o time peruano que precisa pontuar para ter chances de classificação. Já os franceses, querem se redimir da partida ruim contra a Austrália na primeira rodada e garantir sua classificação para a próxima fase em caso de vitoria.

Na primeira rodada o Peru acabou desperdiçando uma boa chance de encaminhar sua classificação. Apesar de ter um time qualificado, a Dinamarca não estava cotada como favorita para conquistar a vitoria, com o favoritismo Frances no grupo, a primeira partida já tinha ar de decisão para os peruanos que saíram com uma derrota do confronto e complicaram a classificação; Cueva ainda desperdiçou um pênalti.

fr.jpeg

Foto: Federação Francesa de Futebol/Reprodução

França quer se redimir do primeiro jogo

Os Franceses cumpriram seu papel e conquistaram a vitoria, mas o rendimento abaixo da equipe rendeu duras criticas da imprensa. Afinal a França está entre as candidatas ao titulo e tem obrigação de apresentar um rendimento melhor.

A seleção da França precisa dar uma resposta aos franceses e a todo o mundo do futebol. Apesar de ter escapado das zebras com os candidatos ao titulo na primeira rodada, os franceses não ficaram isentos das criticas apesar da vitoria por 2×1 contra a Austrália. O rendimento da equipe esteve muito longe do esperado, a dificuldade na transição e na criação, obrigou o treinador Didier Deschamps a mexer na equipe. No treino da passada terça-feira (19) o comandante dos Les Blues mexeu na equipe; sacou Dembelé e Tolisso. No lugar dos jogadores entraram Matuidi e Giroud que devem assumir a vaga no confronto.

A mudança é uma resposta às criticas sobre esses jogadores. Com uma partida ruim contra os australianos, Dembelé e Tolisso devem ocupar um lugar no banco de reservas contra o Peru. A pouca experiência dos jogadores, pode ter sido fator preponderante na escolha de Deschamps. Matuidi e Giroud são mais experientes e acostumados com decisões. A mudança também altera a forma de jogar da equipe, a entrada de Giroud garante mais presença física dentro da área e abre espaço para jogadores de mais mobilidade ocuparem a faixa de meio campo da equipe numa tentativa de melhorar a transição da equipe francesa. A equipe deixa de usar o 4-3-3 e migra para o 4-2-3-1. Com mais jogadores no meio e um homem de referencia abastecido por esse meio-campo.

guerra.jpeg

Foto: Federação Peruana de Futebol/Reprodução

O Peru ainda acredita na classificação

O Peru não estreou como queria. A derrota para a Dinamarca não reflete o que foi a partida. Com um grande volume de jogo e bastante pressão no adversário, os peruanos não conseguiram passar pelo muro Dinamarquês.  Ao todo chutaram 17 vezes contra a meta dos europeus,  apesar do grande volume já citado, não foi suficiente para um resultado positivo. O Peru ainda foi beneficiado pelo VAR que corrigiu uma marcação de grande penalidade desperdiçada por Cueva.

A expectativa é que o rendimento continue sendo positivo e dessa vez os peruanos devem contar com um grande reforço no time titular. Paolo Guerrero deve estrear como titular em uma Copa do Mundo. O maior artilheiro da historia da seleção peruana está bem fisicamente segundo o treinador Ricardo Gareca, mas apesar da boa condição física, Gareca não confirmou a titularidade do atacante.

Além da entrada de Guerrero, Gareca deve ser obrigado a fazer mudanças devido a lesões. O volante Tapia sofreu uma pancada na cabeça durante a partida contra a Dinamarca e não tem presença confirmada, caso não esteja apto Aquino deve ficar com a vaga. Carrillo com dores musculares também é duvida e só deve ter seu nome confirmado momentos antes da partida.

Prováveis escalações

França: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Lucas Hernandez; Matuidi, Kanté e Pogba; Mbappé, Griezmann e Giroud.

Peru: Gallese; Advíncula, Rodriguez, Ramos e Trauco; Tapia (ou Aquino) e Yotun; Carrillo, Cueva e Guerrero; Farfan.

Histórico

As duas equipes só se enfrentaram uma vez na historia. Em um amistoso realizado no Parque dos príncipes em Paris em 27 de abril de 1982, o Peru venceu com gol de Juan Carlos.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.