Análise: Bélgica é fatal contra uma Tunísia ‘suicida’

Foto destacada: Grigory Dukor / Reuters

Confirmando o favoritismo no grupo G da Copa do Mundo, a Bélgica manteve o 100% de aproveitamento ao golear a Tunísia por 5 a 2. Com uma equipe muito melhor tecnicamente, os belgas se aproveitaram das inúmeras falhas no sistema defensivo tunisiano para construírem a vitória.

Em um jogo agradável de se ver por causa da postura ofensiva das equipes, os belgas abriram o placar logo no começo. Hazard, cobrando pênalti, fez 1 a 0. Mesmo assim, os tunisianos mantiveram seu estilo, valorizando a posse de bola e tentando se impor na partida. No entanto, a equipe mostrava uma dificuldade tremenda para de trás, errando muitos passes. E o adversário não perdoou. Aos 16 minutos, o lateral-esquerdo Maâloul perdeu a bola e causou um contra-ataque belga. Com a defesa toda aberta, Mertens avançou e tocou para Lukaku fazer o segundo.

Dois minutos depois, a Tunísia conseguiu diminuir numa bola parada. Khazri levantou na área e Bronn cabeceou para o fundo das redes. A partir daí, o time equilibrou por alguns minutos e até chegou com perigo, mas esbarrava na falta de qualidade técnica. Além disso, a equipe fazia uma linha de marcação alta na saída de bola adversária. Por outro lado, a defesa seguia com muitas dificuldades e errava constantemente. E em um desses vacilos, a Bélgica fez o terceiro já nos acréscimos, com Lukaku, de novo.

Logo no início da segunda etapa, os belgas chegaram ao quarto gol. Hazard recebeu lançamento sozinho e fez mais um. Com a ampla vantagem no placar, o time diminuiu um pouco ritmo, mas sempre chegava assustando. A Tunísia buscava jogar, mas pouco produzia ofensivamente. E a defesa seguia falhando. Vindo do banco de reservas, Batshuayi desperdiçou três chances claras para Bélgica. Até que, de tanto insistir, ele balançou as redes aos 45 minutos, completando um cruzamento da direita. E ainda deu tempo de Khazri, já nos acréscimos, diminuir para os tunisianos.

Sem títuloNúmeros do jogo ilustram o estilo ofensivo da Tunísia, mas pouco confiável defensivamente (Arte: Felipe Proença / Dois Lances)

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.