Portugal leva sufoco iraniano no final, mas assegura vaga nas oitavas

Em uma partida que se desenrolava tranquila para Portugal, os gajos passaram sufoco no final para confirmar a classificação à próxima fase frente ao Irã, e apenas empataram por 1 a 1 na tarde desta segunda-feira na Mordovia Arena, em Saransk. Com o resultado, a Seleção Portuguesa encerrou a participação na fase de grupos em segundo lugar, por conta da vantagem espanhola nos gols pró. O adversário português nas oitavas será Uruguai, que terminou na primeira colocação no Grupo A.

Bloqueio iraniano

Como esperado, a Seleção Portuguesa iniciou ditando o ritmo, tocando a bola com tranquilidade e buscando oportunidades com Cristiano Ronaldo. O primeiro lance de gol português surgiu aos 3 minutos em iniciativa do craque do Real Madrid, mas Beiranvand realizou a intervenção. Porém, o goleiro iraniano não estava em boa noite e falhou sucessivamente em bolas simples, mas que os europeus não souberam aproveitar.

A posse de bola portuguesa atingiu impressionantes 76%. Foto: Reprodução/Sofascore

Apesar dos erros, a Seleção Iraniana se postava bem defensivamente, com a transição para um rápido contra-ataque. A partir da primeira metade da partida, a marcação cerrada dos asiáticos não permitiu jogadas de perigo do adversário. A equipe de Carlos Queiroz impedia qualquer possibilidade de criação da Seleção das Quinas, e inclusive, acabou criando mais chances na rápida saída de bola. Se não conseguia no toque, Quaresma resolveu arriscar fora da área e marcou um verdadeiro golaço perto dos acréscimos, com a sua conhecida assinatura de trivela.

Por pouco, Irã

Mesmo na frente do placar, o volume não diminuiu e o controle da partida seguiu com os portugueses. Em lance polêmico Cristiano Ronaldo caiu na área após trombar com o zagueiro iraniano. Depois de deixar seguir, o árbitro recebeu a sugestão do assistente de vídeo para rever o lance, e com o auxílio do replay, resolveu marcar a infração. Na cobrança, o gajo bateu em meia altura e facilitou a defesa de Beiranvand.

Foto: Getty Images

Atrás a qualquer custo do empate -e ainda precisando da virada-, o Time do Povo fugiu da proposta inicial, e se lançou ao ataque. Utilizou artifícios para o árbitro mexicano marcar outro pênalti, desta vez a favor, com os jogadores caindo a todo momento dentro da área. Após levantamento na área, os iranianos reclamaram de um possível desvio no braço de Raphael Guerreiro. Mais uma vez, com o auxílio do VAR, foi assinalado pênalti. Ansarifard cobrou forte no alto, sem chances para Rui Patrício. Com o empate, bastava à Seleção Iraniana virar a partida para realizar um milagre. A oportunidade surgiu em chute de Taremi aos 49 minutos, mas o atacante desperdiçou a chance de fazer história e arremeteu na rede do lado de fora.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.