Com uma Islândia sem nada a perder e uma Croácia poupada, as seleções se enfrentam em situações opostas

O Grupo D da Copa do Mundo 2018 está praticamente em aberto. Com exceção da Croácia, que se classificou de forma brilhante após um atropelo de 3-0 sobre os argentinos, as seleções da Nigéria, Islândia e Argentina disputam a vaga remanescente para as oitavas em uma rodada que promete incendiar e ser imprópria para cardíacos. Os “vikings” islandeses, jogando sua primeira copa e vindo de uma derrota para os africanos, irão a Rostov nessa terça-feira (26) para encarar os croatas, precisando de uma vitória decisiva e que a Nigéria tropece na outra partida para não voltar para casa.

Já a Croácia irá tranquila para enfrentar a seleção nórdica. Tendo feito uma campanha gigante até o momento assinada pelo craque Modric, e pegando um time que precisa jogar pela vitória, não possui grandes ambições no jogo a não ser manter a liderança do grupo. Entretanto, o técnico Zlatko Dalic optou por se precaver e poupar boa parte do time titular, podendo representar uma boa notícia para os islandeses.

Ambas as partidas acontecem simultaneamente as 15h (horário de Brasília) desta terça-feira (26).

(Imagem em destaque: Antti Yrjonen/NurPhoto/Getty Images)

O “sonho islandês” está prestes a ruir, mas há esperanças

A Islândia tem feito história no cenário futebolístico mundial nos últimos anos: foi uma das grandes sensações da Eurocopa 2016, chegando até as quartas-de-final eliminando a Inglaterra e conquistando bons resultados em cima de Portugal e Austria, passaram em primeiro lugar no grupo das eliminatórias de 2017 e conquistaram sua primeira chance de disputar uma copa na história, se tornando país de menor população a jogar o torneio.

Mesmo com a grande ascenção, os islandeses fizeram uma atuação segura mas empataram em 1-1 com a Argentina e tropeçaram por 2-0 para o forte time nigeriano. E assim, chegam na última rodada precisando vencer o esquadrão de Modric e torcer para um revés africano, para não mandar os milhares de islandeses que foram à Rússia (cerca de 25% da população) de volta para casa tão cedo.

Para conseguir o improvável e se classificar como a zebra do grupo, os nórdicos irão apostar em sua forte defesa para não correr riscos, e no contra-ataque letal com o meia Gylfi Sigurdsson, principal estrela do elenco, criando as oportunidades.

O desespero dos argentinos também pode contar como um ponto a favor da Islândia, uma vez que irão para cima da Nigéria com tudo e tentarão aplicar o placar mais elástico possível, pois mesmo empatados em pontuação, os “hermanos” ficam na lanterna pela regra do saldo de gols. Sem contar que os albicelestes ainda possuem craques em seu plantel, como Messi e Dybala, que a qualquer momento podem desequilibrar o jogo.

Claro que temos comunicação com pessoas que estarão vendo o outro jogo, mas queremos focar no nosso jogo. Tive que desligar meu telefone, estamos 100% focados no nosso trabalho, nesse jogo. Não estou pensando no futuro“, disse o técnico Heimir Hallgrímsson.

Croácia chega sem riscos, porém sem titulares

Os europeus do leste já estão de olho fixo nas oitavas, onde poderão pegar a França, Dinamarca ou Austrália. Dessa forma, o comandante Dalic optou por não escalar seis dos onze titulares, pois estes estão “pendurados” com cartões amarelos, entre eles: Rakitic, Mandzukic, Vrsaljko, Rebic e Corluka, além de Brozovic, que cumpre suspensão após dois receber dois cartões amarelos.

Além disso, existe a possibilidade (não confirmada) de que Modric também possa ficar de fora da escalação titular para ser poupado fisicamente, deixando o time ser formado basicamente por reservas.

Estamos nos preocupando somente com nossos problemas. Não é justo dizer que vamos usar um time reserva. Essa é a seleção nacional da Croácia, são todos jogadores de qualidade e vamos jogar com a mesma qualidade que jogamos contra Nigéria e Argentina. Vamos buscar o resultado“, afirmou Zlatko Dalic.

A Croácia aparentemente tem tido problemas com a Argentina na Rússia, com denúncias de hostilidade, arrogância e brigas entre torcedores após o 3-0 da semana passada. Curiosamente, o destino dos “portenhos” depende diretamente dos europeus, pois uma derrota para a Islândia encerra a participação deles no torneio, podendo inclusive ser a última partida de Lionel Messi com a camisa albiceleste.

Os croatas jogarão apenas pelo empate para assegurar sua liderança no grupo, que apesar de pouco provável, ainda corre riscos caso a Nigéria vença. Mesmo perdendo para os “vikings”, um tropeço nigeriano ainda assegura o topo da tabela para os europeus, neste que é o grupo mais “embolado” da copa e promete grandes emoções.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.