Brasil bate Sérvia, confirma favoritismo no grupo e avança às oitavas

Paulinho e Thiago Silva marcaram para os brasileiros, que irão enfrentar o México na fase de mata-mata

Com as seleções favoritas tendo dificuldades e algumas ficando pelo caminho, como foi o caso da Alemanha, o torcedor brasileiro, apesar de confiante, estava com aquele frio na barriga. As atuações do time de Tite ainda vêm abaixo do que foi nas eliminatórias, mas a evolução do primeiro para o segundo jogo e do segundo para o desta tarde é visível e se espera que o Brasil consiga atingir seus 100% de potencial na fase de mata-mata.

Moscow, a capital russa foi o palco do duelo na tarde desta quarta-feira (27). A Seleção Brasileira enfrentou a Sérvia em um confronto que valia a vaga para as oitavas. O cenário era de tensão no grupo, onde todos, com exceção da Costa Rica, tinham chance de classificar. O Brasil só dependia dele, com uma vitória passaria em primeiro e um empate daria o segundo lugar ao time tupiniquim. O problema todo estava no fato que os sérvios também só dependiam deles. Teriam a difícil missão de bater a única seleção pentacampeã do mundo para conseguir a tão sonhada classificação.

Abrindo os caminhos…

Captura de Tela (12)
(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Se não bastasse o clima de decisão antecipado, o Brasil já levou seu primeiro revés no início da partida. Logo aos dois minutos Marcelo sentiu dores na lombar e pediu para ser substituído aos nove, Filipe Luís assumiu a vaga do craque do Real Madrid. A equipe canarinha não se deixou abater com a saída do companheiro e já começaram a ditar o ritmo da partida. Com Neymar jogando coletivamente e sem reclamar da arbitragem, o time de Adenor se comportou bem no primeiro tempo. Philippe Coutinho, novamente, apareceu bastante pro jogo, tentando encaixar passes em profundidade sempre buscando o gol com mais agressividade.

Uma peça ofensiva que não vem funcionando bem, sem balançar as redes, é o camisa 9 brasileiro. Gabriel Jesus, como sempre voluntarioso, ajuda bastante no primeiro combate quando a equipe está na fase defensiva, mas vem devendo quando o assunto é atacar. O caçula da amarelinha tomou algumas decisões erradas em algumas saídas de contra-ataques em velocidade, perdendo a bola e a chance de marcar o gol. Gabriel se encaixa muito bem no esquema de Tite, mas com a sombra de Firmino (que fez uma excelente temporada) no banco de reservas, sempre se espera que o jovem centroavante possa render o que pode.

O gol brasileiro saiu de outro atleta que vinha abaixo nesta Copa do Mundo: Paulinho. E saiu no maior “estilo Paulinho”, com infiltração vindo de trás. Philippe Coutinho carregava a bola pela meia esquerda, quando observou a movimentação do volante e deu um lindo passe entre a linha da defesa sérvia. O camisa 15 do Brasil dominou a bola e tocou por cima do goleiro, abrindo o marcador aos 36 da primeira etapa.

Com a equipe sérvia precisando do resultado e tendo que sair pro jogo, o Brasil ainda teve algumas chances nos espaços deixados pelo adversário mas não conseguiu ampliar o placar.

A confirmação do favoritismo

O início da segunda etapa começou com os sérvios colocando pressão. O time europeu adiantou suas linhas, encurralando o Brasil na sua área, e tentou explorar as bolas alçadas na área, sobretudo pelo lado direito do ataque, explorando a boa estatura de seus jogadores. A equipe sérvia é dez centímetros mais alta que a brasileira, e as bolas altas foi uma das principais preocupações da comissão técnica canarinha nos treinamentos da semana.

Captura de Tela (11)
(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Ironia do destino, ou não, o segundo gol da partida saiu de uma bola aérea, mas não foi para o lado vermelho do campo. No minuto 23 do segundo tempo, em bela cobrança de escanteio de Neymar, Thiago Silva subiu mais que todo mundo no primeiro pau e acertou uma bonita cabeçada no fundo das redes do goleiro Stojkovic ampliando o marcador. Tite ainda fez mais duas alterações, com a saída de Paulinho para a entrada de Fernandinho, além de Renato Augusto na vaga de Philippe Coutinho.

Brasil seguiu com a bola nos pés cadenciando o jogo, sem sofrer grandes perigos. Ainda esboçou alguns lances ofensivos com Neymar e chute de fora da área de Filipe Luís, mas o placar permaneceu o mesmo.

Com os 2 a 0 de hoje a Seleção Brasileira confirma seu favoritismo e termina como primeiro do grupo, com sete pontos, seguido pela Suíça, que empatou em 2 a 2 com a Costa Rica e terminou com cinco pontos. Nesse chaveamento, o Brasil enfrentará o México (2° do grupo F) nas oitavas. O confronto diante dos mexicanos acontecerá na próxima segunda-feira (2) às 11h (horário de Brasília), em Samara.

Dados do jogo

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.