Croácia vence Dinamarca em disputa de pênaltis e pega a Rússia nas quartas de final

Foto em destaque: Anadolu Agency

Após 120 minutos e uma disputa por pênaltis, a Rússia conheceu seu adversário nas quartas de final da Copa do Mundo. No Estádio de Níjni Novgorod, a Croácia precisou de uma disputa de pênaltis (3×2) para despachar a Dinamarca de volta para casa e carimbar sua vaga nas quartas de final. Os gols da partida no tempo regulamentar saíram logo no início . O zagueiro Jorgensen marcou pela seleção nórdica (1’/1T) e o centroavante Mandzukic empatou logo na sequência (3’/1T).

O meio-campista Modric ainda perdeu um pênalti no final da prorrogação, o goleiro Schmeichel defendeu e ainda viria a brilhar pelo lado dinamarquês com outras duas defesas. Essa foi a noite dos goleiros, e Subasic com três pênaltis defendidos, foi o nome da classificação croata e saiu vencedor nesse duelo de goleiros. A Croácia volta a se classificar para às quartas de final de uma Copa do Mundo pela primeira vez desde 1998.

O JOGO

A partida se iniciou de forma frenética. Aos quatro minutos o jogo se encontrava empatado em 1 a 1. Já no primeiro minuto a Dinamarca abriu o placar com Jorgensen. Após cobrança de lateral na área e bate e rebate, a bola sobrou para o zagueiro que bateu cruzado e furou a defesa croata. Porém, a comemoração não durou muito tempo. Dois minutos depois, o artilheiro Mandzukic aproveitou a sobra dentro da área e chutou forte para empatar.

Dinamarca.jpg
Jorgensen ainda no primeiro minuto coloca a Dinamarca em vantagem (Alex Livese/ Getty Images

A partir daí, até meados do primeiro tempo, o que se viu foi um controle de jogo da Croácia. Rakitic e principalmente Modric foram jogadores muito acionados e que ditavam as jogadas da seleção croata. Com maior posse de bola e mais chances criadas, a Croácia controlava a partida. Enquanto a seleção croata trocava 133 passes a Dinamarca possuía apenas 43.

Aos 28′, a Croácia pressionava a Dinamarca com chutes em sequência de Rakitic, Strinic e Perisic que pararam ou no goleiro dinamarquês ou na linha de fundo. Entretanto, a partir desse momento já se vi uma Dinamarca muito mais ativa e frequente no ataque croata. Eriksen, principal jogador, era cada vez mais acionado e os contra-ataques se tornavam uma arma real.

A Dinamarca já conseguia anular as jogadas adversárias e já passava mais tempo com a bola ao seu pé. Pelo lado da Croácia, Rakitic e Modric eram os termômetros do time que já não funcionava da mesma forma. O final da primeira etapa foi marcado por uma Dinamarca toda ao ataque enquanto a Croácia não conseguia mais imprimir o seu jogo. Eriksen parou no travessão em chute de fora da área. Acaba 1 a 1.

mandzukic
 Comemoração de Mandzukic no gol de empate da Croácia (Foto: Robbie Jay Barratt – AMA/ Getty Images Sport

Dinamarca mais presente no ataque na segunda etapa

O segundo tempo teve um início bem morno. A Dinamarca se mantia cada vez mais presente no ataque croata, acumulando mais posse de bola. A Vatren (apelido da seleção croata) esbarrava na sólida defesa nórdica e não imponha qualquer tipo de perigo para a Dinamarca.

O equilíbrio e a falta de intensidade deram as caras, ainda mais evidentes, no segundo tempo. Enquanto a Dinamarca continuava no ritmo imprimido ao final do primeiro tempo, igualando a posse de bola e martelando no ataque adversário, a Croácia colocava seus 11 jogadores no campo defensivo. Não era um bom momento para os croatas, que via seus principais jogadores errarem muitos passes.

No final do tempo regulamentar a Croácia voltou a pressionar, porém não havia mais tempo. A classificação seria decidida com mais 30 minutos de prorrogação.

Brilha a estrela de Schmeichel

O equilíbrio do tempo regulamentar foi mantido na prorrogação. Quando o jogo se encaminhava para a disputa de pênaltis, Nestor Pittana deu pênalti para Croácia após Rubic ser derrubado na área por Jorgensen, depois do jogador ter já driblado o goleiro. Modric vai na bola tendo a chance de classificar a Croácia. Porém, o goleiro Schmeichel defende sem dar rebote e salva a Dinamarca de uma eliminação antes da disputa por pênaltis.

Estatísticas do jogo

Captura de Tela (31)
Via SofaScore

Sabotic defende três cobranças

Na disputa de pênaltis mais uma vez os goleiros brilharam. Schmeichel que já havia pegado um pênalti, ainda com a bola rolando, defendeu duas cobranças (batidas por Badelj e Pivaric). Mas, a grande estrela da disputa po pênaltis foi Sabotic. O goleiro croata pegou as cobranças de Eriksen, Schone e Nicolai Jorgensen e foi um dos responsáveis diretos por garantir a vaga da Croácia nas quartas de final.

Subasic
Goleiro croata se destacou pegando três pênaltis (Foto: Anadolu Agency)

A Croácia agora vai enfrentar a anfitriã Rússia, pelas quartas de final, no próximo sábado, em Sochi.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.