Roberto Fernandes lamenta empate sofrido em jogada conhecida dos tricolores: ”Falamos a semana inteira”

Na noite deste sábado (14), o Santa Cruz recebeu o Globo-RN no Estádio do Arruda em partida válida pela 14ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Brigando pelo acesso de volta à segunda divisão nacional, o Tricolor entrou em campo buscando a vitória que lhe permitiria dormir na vice-liderança, consolidando-se ainda mais no G4, mas o objetivo foi interrompido no último minuto, quando a equipe potiguar balançou as redes e fechou o placar em 1×1.

Após a jogo, o treinador Roberto Fernandes concedeu entrevista coletiva, onde lamentou o resultado. De acordo com o comandante, a maior lástima ficou por conta do gol sofrido em jogada que havia sido comentada durante a semana durante os treinamentos da Cobra Coral, a bola aérea explorando o atacante Max.

”Às vezes você paga muito caro por algumas situações. Nós falamos a semana inteira que a bola aérea do Globo era na cabeça do Max. Que se fosse possível, mandariam 80 jogadores para a área, mas o batedor iria procurar o Max. No último lance do jogo, esquece qualquer coisa, faz uma marcação individual, cola um nele e outro na sobra poque sabe que vai ser nele”, disse.

O técnico também comentou sobre a curta participação do meia Geovani na partida. O atleta foi acionado já durante a etapa final, mas depois de alguns minutos em campo, foi substituído pelo volante Charles. De acordo com Geovani, Roberto teria pedido ainda para que ele caísse no gramado para ganhar tempo, mas o meia alegou não ter sentido nenhuma lesão. Fernandes atribuiu a mexida ao fato do jogador, que volta de contusão, estar sem jogar há muito tempo, além da recomposição que buscou fazer ao colocar um volante.

”Geovani está há muito tempo sem jogar, ainda assim apostei nele pela qualidade, mas é claro que mesmo os mais desgastados estavam conseguindo ter mais intensidade. Quando eu conquistei o objetivo, precisava fechar e recompor, porque tivemos a coragem de buscar o resultado tirando um volante e deixando só Willian Maranhão. Eles partiriam para o tudo ou nada e nós precisávamos ter novamente os dois volantes. Dos jogadores que estavam para sair do jogo, acabei sacrificando quem estava com menos ritmo e mais propenso a ter dificuldade na recomposição”, explicou.

O próximo desafio do Tricolor do Arruda será diante do Botafogo-PB, no Estádio Almeidão, às 18h do próximo sábado (21). Apesar do tropeço em casa, o Santa Cruz segue no G4, ocupando a 3ª posição, e defenderá, diante dos paraibanos, sua continuidade na zona de classificação para o mata-mata da Série C. Já o Belo, em 6º lugar, também vem de um empate (fora de casa, contra o lanterna Remo) e segue na luta para adentrar no G4, podendo, a depender do saldo de gols, ocupar a vaga do próprio Santa em caso de vitória. Por pedido do clube paraibano ao Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudetor) do Ministério Público da Paraíba, o duelo acontecerá com torcida única, alegando motivos de segurança.

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.