Matheus termina em 15º pela Fórmula Indy no Canadá

Depois de conseguir colocar o carro da AJ Foyt no Q2 e andar parte da prova entre os seis primeiros, Matheus Leist tinha grande expectativa de terminar entre os dez melhores no GP de Toronto da Indy, disputado hoje no circuito de rua na cidade canadense.

Mas dois pit stops extras arruinaram a estratégia do mais jovem piloto do grid, com apenas 19 anos de idade, e com isso o gaúcho teve que se contentar com o 15o lugar em uma pista onde teve potencial para terminar entre os primeiros colocados. A vitória ficou com Scott Dixon.

“Fiquei desapontado com o resultado que tivemos hoje. Acabamos fazendo dois pit stops extras, um deles por falha de comunicação na hora de entrar para os boxes, que estava fechado e acabei sofrendo uma punição por isso e tive que parar novamente”, diz Leist, que com isso caiu para último entre os pilotos que estavam na volta do líder.

Também recebi dois toques, sendo um deles na relargada, mas segui na prova normalmente. Depois de tudo isso, minha corrida estava acabada, não havia muito o que fazer. Foi uma pena porque hoje a gente tinha boas condições de terminar no top-10”, diz o piloto da AJ Foyt.

Aos 19 anos, o piloto brasileiro mostrou mais uma vez rápida adaptação a um circuito de rua. Na estreia do campeonato, em St Pete, liderou a primeira sessão de treinos e largou na terceira colocação no grid – não terminou entre os primeiros porque o carro quebrou na prova inaugural da Indy.

Nas 500 Milhas de Indianápolis, Leist também foi destaque ao ser o novato mais rápido e conseguir um lugar na quarta fila logo em sua estreia na corrida mais famosa do mundo. O gaúcho já havia feito história no ano anterior ao vencer logo em sua primeira corrida em oval, justamente a Freedom 100, a preliminar da Indy-500, válida pela divisão de acesso, onde Leist veio competir após se sagrar campeão da F-3 Inglesa em 2016.

A próxima etapa da Indy será daqui a duas semanas, em Mid Ohio (circuito misto).

Resultados deste domingo em Toronto:

1. (2) Scott Dixon, Honda, 85, Running

2. (3) Simon Pagenaud, Chevrolet, 85, Running

3. (10) Robert Wickens, Honda, 85, Running

4. (9) James Hinchcliffe, Honda, 85, Running

5. (20) Charlie Kimball, Chevrolet, 85, Running

6. (15) Tony Kanaan, Chevrolet, 85, Running

7. (22) Zach Veach, Honda, 85, Running

8. (5) Alexander Rossi, Honda, 85, Running

9. (1) Josef Newgarden, Chevrolet, 85, Running

10. (14) Marco Andretti, Honda, 85, Running

11. (8) Jordan King, Chevrolet, 85, Running

12. (21) Ed Jones, Honda, 85, Running

13. (11) Conor Daly, Chevrolet, 85, Running

14. (23) Zachary Claman De Melo, Honda, 85, Running

15. (12) Matheus Leist, Chevrolet, 85, Running

16. (6) Ryan Hunter-Reay, Honda, 84, Running

17. (19) Rene Binder, Chevrolet, 83, Running

18. (4) Will Power, Chevrolet, 83, Running

19. (17) Sebastien Bourdais, Honda, 83, Running

20. (16) Spencer Pigot, Chevrolet, 76, Contact

21. (13) Graham Rahal, Honda, 68, Running

22. (7) Takuma Sato, Honda, 66, Contact

23. (18) Max Chilton, Chevrolet, 34, Contact

USF2000: Confusão na largada atrapalha planos de Kohl em etapa no Canadá

341786_807778_04cj9653
Lucas Kohl (@Indianapolis Motor Speedway, LLC Photo)

Uma confusão entre diversos carros na largada da segunda corrida da rodada dupla da quinta etapa da USF2000 neste domingo tirou a chance de uma boa corrida para Lucas Kohl nas ruas de Toronto. O representante da equipe Pabst Racing acabou envolvido indiretamente no acidente, onde uma de suas rodas traseiras ficou danificada, que tirou nada menos que outros oito competidores da disputa.

Largando do oitavo posto, o piloto ganhar posições, mas o engavetamento prejudicou seus planos, onde nada pôde fazer a não ser lamentar. “O que aconteceu foi decepcionante, ainda mais quando você não tem culpa. Saindo do meio do pelotão, sabia que estava exposto a coisas deste tipo”, comentou. “O ruim é que acabei quebrando a sequência de corridas com pódios e consegui salvar alguns pontos”, afirmou o gaúcho.

Já na primeira bateria do final de semana, que aconteceu no sábado, Kohl fiz uma corrida consistente, depois de um problema na classificação, que o fez largar de último conseguiu recuperar boas posições para cruzar a linha de chegada na nona colocação. “Não foi um final de semana dos mais fáceis, pois a classificação foi bem complicada, mas a expectativa era de duas corridas melhores. Na primeira escapei ileso, e me beneficiei com os problemas dos outros para escalar o pelotão, mas na corrida do domingo, por exemplo, nada menos que oito carros não completaram a primeira volta. Enfim, levantar a cabeça e pensar em trabalhar para a próxima corrida”, completou Kohl.

A próxima etapa da USF2000 acontece em Mid-Ohio, nos dias 26 a 29 de julho.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.