Em busca de reabilitação, Vitória e Sport se enfrentam no Barradão

Leões baiano e pernambucano amargaram derrotas indigestas na última rodada e duelam visando se recuperar no Brasileirão

Pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Vitória receberá o Sport no Barradão, às 19:30 da próxima quinta-feira (26). As duas equipes vem de resultados negativos na rodada anterior, tendo os mandantes sofrido uma sonora goleada de 4×1 para o rival Bahia e os recifenses perdendo diante de sua torcida para o Fluminense, amargando a segunda derrota seguida, após perder também para o lanterna Ceará em Fortaleza.

Apesar do revés sofrido no BaVi, a equipe baiana segue fora do Z4, na 16ª posição com 15 pontos, porém só um a mais do que o 17º colocado, América-MG, e tendo que vencer para afastar o perigo de retornar á zona da degola depois de duas rodadas. Já os pernambucanos, mesmo sem vencer há quatro jogos, ainda figuram na primeira metade da tabela, no 10º lugar, com 19 pontos, devido ao ótimo início na competição.

Para se recuperar da goleada, Mancini opta pelo mistério

O treinador do Vitória, Vágner Mancini, expulso no clássico do último domingo, realizou, na Toca do Leão, um treino fechado na manhã desta terça-feira (25). Na movimentação, o comandante fez um trabalho tático, seguido por treino de cruzamentos e finalizações. No entanto, os Rubro-negro da Boa Terra podem ter algumas baixas na equipe para a próxima quinta, a começar pelas duas laterais.

Pela esquerda, Marcelo Benítez, que sentiu dores no tornozelo, ficou de fora das atividades da semana e passará por avaliação para saber se poderá jogar. No lado direito, Jeferson também ficou de fora das movimentações, mas este com dores na coxa direita. O meia Guilherme, também se queixando de problema na coxa, foi poupado no último treino.

pre vitoria x sport
Foto: Maurícia da Matta / Esporte Clube Vitória

No Sport, Claudinei pensa em voltar a adotar estilo defensivo

Depois de superar as expectativas nas primeiras rodadas do Brasileirão, chegando aos 19 pontos nos 12 primeiros jogos adotando um estilo de jogo defensivo, o Sport entrou em seus dois desafios após a Copa do Mundo, diante de Ceará e Fluminense, passando a optar por impor seu ritmo nos jogos. O resultado, porém, foi negativo, refletido nos zero pontos atingidos pelo Leão da Ilha nas duas últimas rodadas. O técnico Claudinei Oliveira, em entrevista coletiva após o treino na manhã desta terça, admitiu a possibilidade de voltar a colocar sua equipe em campo com a mesma postura de antes, deixando o adversário atacar e saindo nos contra-ataques.

Na escolha dos onze que iniciarão a partida, porém, nenhuma novidade foi apontada pelo treinador. A incógnita fica por conta do setor ofensivo, se o meia Marlone continuará sendo sacado da equipe titular, ou se o atacante Rogério será preterido na escalação, como se cogitava antes do duelo contra o Fluminense.

pre vitoria x sport2.jpeg
Foto: Divulgação / Sport Club do Recife

Mesmo sem grande rivalidade histórico entre os clubes e torcidas, Vitória e Sport protagonizam um dos principais clássicos do futebol nordestino. Ao todo, 40 confrontos oficiais já foram travados pelos Leões da Bahia e de Pernambuco, com equilíbrio prevalecendo, mas uma pequena vantagem para os soteropolitanos nos números gerais. Além dos 10 empates, foram 16 vitórias dos baianos, contra 14 dos pernambucanos, incluindo confrontos pelas duas primeiras divisões nacionais, Copa do Nordeste e Copa Sul-Americana. Porém, se o Leão da Barra leva a melhor no retrospecto geral, no Brasileirão a vantagem fica em Recife, também marcada pelo equilíbrio: 23 jogos, 9 vitórias do Sport e 8 do Vitória, além de 6 empates.

No duelo de maior apelo entre os dois clubes até aqui, os leoninos de Recife levaram a melhor. Trata-se da final da Copa do Nordeste de 2000, em dois jogos bastante acirrados, ambos empatados em 2×2, deixando com o Sport, que havia feito melhor campanha e jogava por resultados iguais. Na ocasião, os mais de 40 mil torcedores presentes na Ilha do Retiro na partida derradeira viram o dono da casa sair na frente, sofrer a virada, mas conquistar, com gol do zagueiro Sangalleti, o segundo dos três títulos da Copa do Nordeste na história do clube. Já na única vez em que o clássico leonino foi disputado com caráter internacional, deu Vitória. Em 2014, pela Sul-Americana, mesmo em situação delicada no Campeonato Brasileiro e usando equipe mista, os baianos venceram as duas partidas da fase nacional por 1×0 na Ilha e 2×1 no Barradão, eliminando os pernambucanos. Depois de perder em casa e sair atrás em Salvador, a equipe na época comandada por Eduardo Baptista buscou o empate fora de casa, chegando a ficar a um gol da classificação para as oitavas, mas viu, aos 28 do segundo tempo, Marcinho recolocar o time misto dos baianos em vantagem e matar o confronto.

Provável Vitória: Elias; Jeferson (Lucas), Kanu, Aderllan e Marcelo Benítez (Juninho); Arouca, Fillipe Souto, Willian Farias; Erick, Neílton e Walter Bou.

Provável Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Léo Ortiz e Sander; Deivid, Fellipe Bastos, Gabriel; Michel Bastos, Rogério (Marlone) e Rafael Marques.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.