Análise: América-MG e Palmeiras jogam mal e protagonizam empate justo no Independência

Se tornou normal os times que disputam competições de mata-mata, pouparem em alguns jogos do Campeonato Brasileiro. O mesmo serve para o Palmeiras, que visitou o América-MG e utilizou seus reservas quase que em sua totalidade. Não poderia ser diferente; em jogo com quase nenhuma chance de gol, os times saíram no empate sem gols.

As estratégias das duas equipes ficaram bem claras no início do jogo. Enquanto o América optou por esperar mais no campo defensivo, o Palmeiras procurava manter a posse de bola. Pela falta de entrosamento, essa posse não resultava em chances de gol e o portanto, o jogo demorou a engrenar no Independência. Tanto que a primeira chance só saiu com 15 minutos, com chute de Hyoran, que João Ricardo defendeu.

43151881724_0487cb6333_o
Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

É de conhecimento geral que Felipão gosta de jogar com um centroavante de ofício e o mais provável é que utilize Borja na função. O colombiano sofreu nesse primeiro jogo com o novo técnico, pois não era abastecido. Prova disso foi que não conseguiu chutar sequer uma bola durante toda a primeira etapa e sendo justo, nas poucas vezes que foi acionado, errou vários passes.

Antes mesmo da metade dos primeiros 45 minutos, aconteceu um lance que poderia ser crucial para a continuidade da partida; Moisés recebeu na área, Matheus Ferraz perdeu o tempo de bola e acabou cometendo pênalti. Jean foi para a cobrança e bateu muito mal, no canto direito de João Ricardo, que nem precisou se esticar muito para defender e evitar a abertura do placar, que ficou mesmo no zero.

A segunda etapa, pelo menos no começo, teve uma mudança de panorama. Mérito para Adilson Batista, que proporcionou essa condição ao time quando acionou Matheusinho no intervalo. O jovem meia deixou o Coelho mais rápido e foi dele a jogada pela direita, para chute de Ruy, da meia-lua da grande área, na trave de Weverton.

43151883624_96ac08c23c_o
Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Na tentativa de responder rapidamente, o Palmeiras avançou a marcação e tentou pressionar a saída de bola do time mineiro, mas não foi assim que as coisas deram certo. Lucas Lima recebeu, girou e fez tabela com Borja. O meia recebeu a bola, já puxando para a perna esquerda e tirando um zagueiro da jogada. Na hora de bater, o chute saiu muito fraco e no meio do gol.

Daí em diante, o que se viu em campo foram duas equipes muito burocráticas, que não criavam chance alguma. João Ricardo e Weverton se tornaram meros espectadores do jogo. Sendo assim, o placar não se alterou até o apito final.

Com o resultado, o América-MG soma 21 pontos e agora é o décimo colocado. Na próxima rodada, o Coelho enfrenta o Bahia, na Fonte Nova, às 19h do próximo sábado (11). Já o Palmeiras fica estacionado na sexta colocação, com 27 pontos. O próximo jogo do Verdão é contra o Vasco, na Arena Palmeiras, às 19h de domingo (12).

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.