Grêmio perde para o Estudiantes-ARG e sai em desvantagem na Copa Libertadores da América

(Foto destaque: Lucas Uebel / Flickr Grêmio)

Com a derrota, o Tricolor Gaúcho precisa de uma vitória simples para se classificar

O Grêmio foi derrotado pelo Estudiantes-ARG na noite desta terça-feira (07), em Quilmes, pelo placar de 2 a 1 na partida que abriu a fase oitavas de final da Copa Libertadores da América. Todos os gols da partida foram marcados no primeiro tempo e na etapa final, o tricolor gaúcho cresceu e fez uma pressão pra cima do adversário mesmo que fora de casa.

Quem não faz…

As equipes começaram se estudando. Porém, logo cedo, aos sete minutos, André recebeu lançamento com direito a falha da defesa da equipe argentina. O atacante gremista ficou cara a cara com o goleiro, mas mandou pra fora. Aos sete, a defesa do Grêmio tenta sair trocando passes, erra e a bola sobra em Apaolazza, que de fora da área marca um golaço. Aos 37 minutos, após cobrança de escanteio, Campi sobe mais alto que a defesa tricolor e amplia o placar para os hermanos. Seis minutos depois, Luan cobra escanteio pelo lado esquerdo, André cabeceia e Andújar espalma fazendo bela defesa. Na sobra, Kannemann, de cabeça, empurra para o fundo do gol, descontando para os tricolores.

Segundo tempo de pressão

O Grêmio voltou do vestiário disposto a correr atrás do prejuízo. Logo de cara, aos três minutos, André recebeu de Luan dentro da área pelo lado esquerdo e mandou pra fora. Os gaúchos mantinham posse de bola e amassavam os adversários no seu campo de defesa. Aos 27 minutos, Marinho fez boa jogada pela direita e cruzou para Jael, que entrou na vaga de André. O camisa 9 tricolor cabeceou em cima de Andújar. No campo de ataque, Zuqui, que já tinha cartão amarelo, fez falta dura em Kannemann e acabou recebendo o segundo cartão amarelo.

Análise: uma equipe jovem e bem postada conseguiu segurar o campeão da América

O Grêmio foi longe de ser o Grêmio atual campeão da América. O Grêmio que a maioria dos times teme. Não apenas por seus deméritos, mas sim pela boa proposta de jogo imposta pelos donos da casa. O Estudiantes fez bem o tema de casa: entrou em campo com formatado em um 4-1-4-1 e deu certo. Principalmente por um fator: conseguiram anular o meio-campo gremista. Cícero,  Maicon e Luan pouco mostraram na noite desta terça em Quilmes. O camisa 7 foi um dos jogadores que menos conseguiu criar, mas quando criou, mostrou porque merecia um cuidado especial.

43868275602_4ae045f2a1_z(Foto: Lucas Uebel / Flickr Grêmio)

Além disso, a média de idade da equipe argentina foi outro quesito que fez a vitória ficar com os donos da casa. Após passar por uma reformulação, o elenco que tinha 29 anos como média de idade, hoje tem 25 anos como parâmetro. O que é bom e ruim. Uma vez que com jogadores muito jovens, a imaturidade pode surgir em diversas oportunidades. Neste duelo a equipe de La Plata mostrou-se madura, quando conseguiu segurar a partida. No entanto, um dos jogadores mais velhos do grupo, o volante Fernando Zuqui de 26 anos, acabou expulso de campo ao fazer uma falta forte no campo de ataque. Antes disso, o camisa 5 do Estudiantes havia levado um cartão amarelo no primeiro tempo por reclamação.

Outro fato que precisa ser discutido é a titularidade de André. Desde que chegou ao Grêmio não mostrou os quase R$ 10 milhões gastos pelo Grêmio. Enquanto Jael, que estava no elenco desde o ano passado e veio de forma gratuita (segundo o site alemão especializado em negociações Transfermarkt), entra e dá mais resultado. Nesta partida na Argentina a vaga entre os 11 titulares era pra ser do camisa 9. Afinal, por ter mais porte físico, o Cruel certamente poderia dar mais resultado que o recém chegado (e deu quando entrou).

A dúvida que pairava sobre a cabeça de todos antes do jogo era quem substituiria Éverton. A missão foi dada ao garoto Pepê, que apesar de ter sentido o jogo, não comprometeu. Porém, é difícil substituir o destaque da equipe na temporada. As escapadas do Cebolinha em velocidade, com certeza fizeram falta à equipe de Renato Portaluppi.

43916853381_cefc0c4d94_z(Foto: Lucas Uebel / Flickr Grêmio)

Como fica?

Mesmo com a derrota, o Grêmio não encontra uma situação ruim. Afinal, uma vitória simples pode classificar a equipe de Renato Portaluppi para as quartas de final. Qualquer empate e uma derrota acima de 3 a 2 dá a vaga para próxima fase ao Estudiantes. As equipes voltam a se enfrentar no próximo dia 28, às 21h45, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.