Com atuação superior durante os 90 minutos, Cruzeiro derrota o Flamengo no Maracanã

Na noite desta quarta-feira (08), a equipe do Cruzeiro derrotou o Flamengo pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América, no estádio Maracanã. Diante de um público de mais de 45 mil pessoas, o time celeste deu uma aula de futebol e dominou os rubro-negros, que saíram derrotados pelo placar de 0x2.

Primeiro tempo celeste

O jogo começou com um primeiro tempo movimentado, com ambas as equipes buscando o gol. Logo aos 8 minutos, numa cobrança de escanteio fechado na primeira trave, o Flamengo trouxe perigo ao goleiro cruzeirense. Parecia que o clube carioca controlaria a partida e ditaria o ritmo do jogo, mas dois minutos depois da tentativa de gol olímpico de Diego, Arrascaeta abriu o placar para o Cruzeiro. Após a assistência de Robinho, infiltrando a bola no meio da pequena área, o jogador uruguaio, em condição legal, recebe sozinho e tira do goleiro flamenguista, rolando a bola pro fundo da rede.

Cruzeiro - primeiro gol
(Foto: Twitter Cruzeiro Esporte Clube)

Logo após o sofrer o gol, o time carioca sentiu o jogo e, com a defesa desconcentrada, permitiu mais chegadas perigosas do Cruzeiro. Aos 20 minutos, depois de um ótimo lançamento de Arrascaeta para a ajeitada de Robinho pro meio da área, Thiago Neves, embaixo do gol, mandou a bola na trave, assustando a torcida rubro-negra. Apesar de ter atacado mais vezes, o Flamengo não conseguiu levar real perigo ao gol de Fábio.

Segundo tempo de desespero flamenguista

Na volta do intervalo, parecia que o Flamengo ia correr atrás do prejuízo. O time voltou ligado do vestiário, mas tão desorganizado quanto terminou na primeira etapa da partida. Sem conseguir acertar o último passe e com a defesa mal posicionada, a equipe carioca deu o espaço tão desejado para o Cruzeiro, que aos 32 minutos aumentou o placar. Com um chute de Thiago Neves de fora da área, a bola desviou no meio do caminho, tirando o goleiro Diego Alves da jogada.

Cruzeiro - segundo gol
(Foto: André Durão/ Twitter Thiago Benevenutte)

Arrascaeta, o nome do jogo

O jogador uruguaio da equipe celeste foi o destaque da partida. Responsável pelo primeiro gol do Cruzeiro e pelas jogadas de maior perigo, o meia orquestrou o ataque mineiro e deu muito trabalho para o time do Flamengo. Passes em profundidade, dribles, marcação e infiltrações, o talento de Arrascaeta se sobressaiu na partida, principalmente nas jogadas com Robinho. Neste ano, o jogador já marcou três gols na Copa Libertadores e é o principal artilheiro do time após a parada para a Copa do Mundo.

Como fica agora?

Para o jogo de volta, no dia 29 de agosto, no estádio Mineirão, o Flamengo tem que ganhar por dois gols de diferença para garantir a classificação à próxima fase da Libertadores. Vitória por 2×0 do time carioca leva a disputa para os pênaltis. Qualquer empate ou derrota por um gol de diferença classifica o Cruzeiro às quartas de final da competição.

No domingo (12), às 16h, os times voltam a se enfrentar no Rio de Janeiro, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.