Em desvantagem, Chapecoense recebe Corinthians em duelo decisivo pela Copa do Brasil

Foto destacada: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

É decisão na Copa do Brasil! Após se enfrentarem em São Paulo há duas semanas, na Arena Corinthians, Chapecoense e Corinthians voltam a se encontrar nesta quarta-feira (15) pela competição de mata-mata, na Arena Condá. Na ida, o time paulista triunfou por 1 a 0, com gol de Romero, e saiu com vantagem da primeira partida. Já no último domingo, pela 18ª rodada do Brasileirão, as equipes também se enfrentaram em Chapecó e os donos de casa venceram o duelo por 2 a 1, de virada.

Até o último domingo, a Chape nunca havia vencido os paulistas. No histórico do confronto são dez jogos disputados, com ampla vantagem corintiana: seis vitórias para o Corinthians, somente uma dos catarinenses e três empates. São nove jogos pelo Campeonato Brasileiro e um pela Copa do Brasil.

Vitória no fim de semana anima Chape, que quer surpreender novamente

No Brasileirão a Chapecoense luta contra a zona de rebaixamento e hoje ocupa a 13ª colocação, com 21 pontos conquistados. Na última rodada, contou com a reestreia de um velho conhecido da torcida no comando técnico: Guto Ferreira retornou ao time catarinense com as missões de se manter na primeira divisão e avançar na Copa do Brasil.

Para a partida decisivo, o treinador não poderá contar com peças importantes, como Diego Torres, Edgardo Orzusa, Rafael Pereira e Leandro Pereira, por diferentes motivos: os estrangeiros não foram legalizados para o torneio, enquanto Rafael e Leandro já atuaram na competição por outros times. Dos quatro jogadores contratados no final de julho pela equipe, apenas o ex-jogador de Santos e Benfica Victor Andrade poderá atuar. Os atacantes Wellington Paulista e Osman são dúvidas para o confronto.

Guto mostrou muita confiança e fé numa possível classificação às semifinais da Copa do Brasil, utilizando exemplos de grandes feitos do clube: “Uma coisa que a Chape me ensinou: caminhar com passadas firmes, evoluindo ano a ano. O Sandro falava muito isso. Um passo de cada vez e fazer uma temporada melhor que a outra. Ele, o Maurinho, o Cadu, seu Plinio (atual presidente). Um pouquinho melhor e depois um pouquinho melhor. Com o tempo isso cresce, ganha corpo e o clube vai crescendo junto. Temos que trabalhar muito e se trabalhar bem a gente pode conseguir. O que fica lá na frente é a história. Daqui a vários anos o que vai ficar é o jogo que vencemos o Corinthians pela primeira vez no Brasileiro, com gol no último minuto, como a vitória sobre o River aqui, que a torcida encheu o estádio, que por detalhes não levamos aos pênaltis. Histórias lindas que são contadas em Chapecó. Por que não mais uma? Tudo pode acontecer. Difícil? Sim. Impossível? A frase está ali: aqui não existe impossível. Enquanto está para ser, tudo é possível”.

Provável escalação: Jandrei; Eduardo, R. Thyere, Douglas, Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos, Yann; Bruno Silva, Wellington Paulista, Osman.

A vantagem é corintiana (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Distante no Brasileirão, Corinthians vê mata-matas com bons olhos

O atual campeão brasileiro está a doze pontos do líder São Paulo, que está com 38 pontos. O Timão ocupa a 7ª posição com 26 pontos conquistados e atuou no último jogo pelo Campeonato Brasileiro com grande maioria de reservas no time titular. Mesmo com Osmar Loss afirmando que a sua equipe está focada nas três frentes que disputa, torna-se notória a preferência pela conquista dos torneios eliminatórios.

Clayson, envolvido em polêmica no último jogo por jogar água em torcedora da Chape, sentiu dores e é dúvida para a decisão. Marquinhos Gabriel, autor do gol na derrota, Mateus Vital, Araos e Jonathas, recuperado de lesão, são opções ao camisa 25 corintiano. A equipe de Loss está preparada para uma eventual cobrança de pênaltis. Jadson, Henrique, Douglas, Ralf, Romero e Danilo Avelar foram alguns dos atletas que treinaram penalidades desde segunda-feira. No ano, o Corinthians já venceu duas disputas por pênaltis, contra São Paulo e Palmeiras, pela semifinal e final do Paulistão, respectivamente. O goleiro Cássio é um grande trunfo no quesito.

Loss afirma que seu time está vacinado contra a Chape e vê jogo da Copa com outro caráter e peso: “Mais vacinado. Certamente a gente vai buscar conter o que aconteceu na partida, um jogo muito intenso, de contra-ataques de ambas as equipes. A gente tem que entender nossas características para jogar o melhor jogo. Eu acho que o caráter do jogo tem um peso diferente, é uma eliminatória, uma decisão, só uma equipe passa. O jogo do último domingo tinha importância para nós continuarmos subindo, nos aproximando do bloco de cima, e para a Chapecoense sair da zona de rebaixamento. São pesos diferentes, não sei como eles tratam. Para nós era importante, imagino que para eles, também”.

Provável escalação: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique, Danilo Avelar; Gabriel, Douglas; Pedrinho, Jadson, Romero, Clayson.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.