No sufoco, com um a menos desde os três minutos de jogo, Palmeiras perde por 1 a 0, mas avança às quartas da Liberta

Foto destacada: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Em uma noite tensa, com todos os ingredientes singulares de uma partida mata-mata de Libertadores, o Palmeiras avançou às quartas-de-final da competição continental apesar da derrota por 1 a 0 para o Cerro Porteño, na Arena Palmeiras. O único gol da partida foi marcado por Arzamendia, aos 11 minutos do segundo tempo.

O que era pra ser uma noite tranquila para os palmeirenses, após a vitória por 2 a 0 contra o Cerro, em Assunção, no jogo de ida, tornou-se a mais emocionante para os alviverdes nesta Libertadores 2018, quiçá em toda a temporada. Logo aos 3 minutos de jogo, Felipe Melo tratou de deixar as coisas mais preocupantes. O meio-campista foi expulso por uma entrada violenta em Vítor Cáceres e, assim, dificultou e muito a proposta de segurar e administrar a vantagem conquistada fora de casa.

Primeira Etapa

Apesar da expulsão logo no início da partida, o Verdão não sofreu grande pressão paraguaia no primeiro tempo de jogo. Com a bola nos pés durante quase toda a etapa inicial (71%), o Cerro não criou nenhuma chance clara de gol, e pelo contrário, viu o Alviverde perder algumas chances de abrir o placar em contra-ataques perigosos. Em um deles, aos 29 minutos, Willian recebeu de Borja e exigiu do goleiro Antony, que espalmou a bola pra escanteio.

Segundo Tempo

Os times voltaram para a etapa final, e com um gol meio sem querer de Arzamendia aos 11 minutos, após uma tentativa de cruzamento, o time paraguaio abriu o placar e deixou o jogo mais quente. Com um a mais, os paraguaios partiram em busca do segundo gol e impuseram pressão ao Palmeiras, que procurava responder em contra-ataques. Aos 31, com Ruiz, o Cerro teve a sua melhor chance de deixar tudo igual no placar agregado e levar a partida para a decisão de pênaltis, mas parou em Weverton, que deixou o gol para se antecipar a finalização do paraguaio, que ainda tinha a opção de tocar para um companheiro livre, sem goleiro, marcar. Final de jogo, vitória do Cerro por 1 a 0, mas classificação do time da casa, o Palmeiras.

Confusão, Expulsão, Ambulância…

Como há doze anos atrás, quando Palmeiras e Cerro se enfrentaram no antigo Parque Antártica (na ocasião o Verdão venceu por 3 a 2) não faltou confusão na partida de hoje, com exceção da briga generalizada dentro de campo, só o velho empurra-empurra comum em jogos decisivos na Libertadores. Já nos acréscimos o árbitro teve que expulsar gandulas por retardar a partida e até se envolverem em confusão com um fotógrafo do time paraguaio.

Após uma falta sofrida, o atacante Deyverson sofreu uma falta e saiu vibrando com a torcida, o que ocasionou o empurra-empurra generalizado. Deyverson e Marcos Cáceres foram expulsos, aumentando para três o número de cartões vermelhos na partida.

No início da etapa complementar, o jogador Rodrigo Rojas precisou ser retirado de campo com por uma ambulância, após um choque de cabeça com o palmeirense Borja. O paraguaio foi levado para o hospital.

Hora de virar a chave

Classificado para as quartas, o Palmeiras volta as suas atenções para o Brasileirão, quando enfrenta a Chapecoense, no domingo, às 19h, na Arena Condá.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.