Com clima quente fora das quatro linhas, Flamengo e Corinthians se enfrentam no primeiro jogo das semi da Copa do Brasil

Troca de farpas entre presidentes, problemas com a arbitragem e coletivas calorosas marcaram a semana que antecedeu o confronto

Flamengo e Corinthians. As duas maiores torcidas do Brasil e umas das maiores do mundo. Quando se fala em jogo grande, é impossível não pensar nesse confronto. O duelo das massas dessa vez vale vaga na final da Copa do Brasil 2018 e o primeiro jogo acontece nesta quarta-feira (12) às 21h45 no Maracanã. Além de um bom futebol, a expectativa, claro, é de grande público. Cerca de 40 mil ingressos já foram comercializados. A partida de volta acontecerá no dia 26, no mesmo horário, na Arena Corinthians.

Flamengo

Um mata-mata de Copa do Brasil já traz consigo uma pressão enorme, mas no Flamengo tudo se intensifica. Com atacantes que não marcam gols, laterais contestados, desgaste de peças importantes e um treinador inexperiente, o clima na Gávea é de tensão total. Se não bastasse isso ainda há uma troca de farpas entre os presidentes Bandeira e Andrés, além de problemas com o árbitro escalado.

Captura de Tela (50)
(Foto: Divulgação/ C.R Flamengo)

O entrevero entre os presidentes se intensificou quando o Flamengo soltou uma nota de repúdio à CBF, contestando algumas decisões da entidade envolvendo o clube e cobrando lisura na semifinal contra o time paulista. Prontamente o presidente corintiano Andrés Sanchez alfinetou Bandeira de Mello dizendo que “ele está preocupado em fazer campanha” (Bandeira é candidato à câmara federal pelo estado do Rio de Janeiro) e que “se ele quer ser candidato, deveria se afastar do cargo (de presidente)”.

Quanto ao time, o técnico Maurício Barbiere ressaltou o esforço que o clube vem fazendo para trazer Cuellar e Paquetá, que estão com suas seleções, a tempo de serem avaliados e irem para o jogo. Comandante rubro-negro também destacou que a possibilidade deles atuarem os 90 minutos vai depender muito da resposta dos atletas aos testes físicos.

Corinthians

Apesar de serem clubes gigantes e não possuírem atacantes que coloquem a bola para dentro do gol, não são as semelhanças que marcam este jogo entre Corinthians e Flamengo, mas sim as diferenças

Captura de Tela (51)
(Foto: Divulgação/ S.C Corinthians)

Enquanto os cariocas têm no controle do jogo um dos seus pontos fortes, os corintianos não fazem a menor questão de ter a posse da bola. Os mais otimistas dizem que é uma identidade que o alvinegro criou desde os tempos de Carille, os críticos falam que é o reflexo de um meio campo de pouca criatividade. O fato é que o Timão tem nas bolas paradas e nos contra-ataques a sua principal arma.

Quanto ao time, a novidade fica por conta da recuperação do lateral Fagner, que havia sido cortado por lesão da convocação para os amistosos da Seleção brasileira. Além dele no time titular, o técnico Jair Ventura também fez testes com Clayson e Gabriel nos lugares de Roger e Pedrinho.

Arbitragem

A arbitragem, muito contestada durante a semana, vai ser do catarinense Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Lucio Gil (FIFA-SC) e Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG).

Escalações prováveis:

Flamengo: Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuellar, Lucas Paquetá e Diego; Everton Ribeiro, Vitinho e Henrique Dourado (Lincoln/Uribe). Técnico: Maurício Barbiere

Corinthians: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Gabriel, Douglas e Jadson; Romero e Clayson. Técnico: Jair Ventura

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.